sexta-feira, fevereiro 26, 2016

doidice

se um dia dói
toda a capacidade de amar
não vale!

era amor o que sentia?

carência,
um perigo a vislumbrar

sede
demência.





Nenhum comentário: