terça-feira, fevereiro 16, 2016

apaixonada por eros

às vezes, longos períodos sem escrever. é quando penso tanto que não há espaço para mísera palavra.
o externo do pensamento cria outra representação; escrita-imagens - elas valem menos que o pensamento incrustado.

Ainda não decidi bem o que é o amor, e é nele que tenho pensado.
Penso demais se me falta amar. Sinto-me incapaz de amar no ideal em que desejo. Amo o amor. Quão obsessivo poderia ser o fato de amar  o amor e não a pessoa?
É mentira. É tentativa de poesia e misticismo. Amo e desejo a pessoa como qualquer comum destes tempos. No entanto, apaixonei-me pelo o amor e isso devasta qualquer relação duradoura com o sentimento.
Ao explicar a relação afetiva de um sentimento com o outro, suponho que esteja prestes a entrar em um ciclo sem razão, sem lógica, sem perspectiva. não sei mais o que pensar, só sei que isso explica tudo.

Nenhum comentário: