domingo, janeiro 10, 2016

Sobre Eduardo

Eduardo era um junkie. Levava uma vida monótona a bater pontos em seu trabalho como técnico administrativo da Agência Nacional de Transportes Aquaviários.
Nunca gostou de estudar. Quando criança, e mesmo adolescente, preferia fazer jogos de azar com os amigos e apostas violentas ou ilegais: quem conseguisse roubar três lojas e transar com três garotas na mesma noite ganharia uma passe no puteiro mais famoso da cidade.
O técnico administrativo da Agência Nacional de Transportes Aquaviários comia apenas duas vezes por dia: "O corpo é para ser maltratado" - dizia.
Sua mãe uma crente que vivia de jejum e o pai um bêbado. Eduardo herdou o pior dois dois.
Sexo é sua única motivação de vida. O Amor, não conhecia - Eduardo é o clichê dessa história. Não, ele não vai conhecer o amor de sua vida. Ele vai conhecer Beatriz, assim como conheceu tantas outras mulheres.
Eduardo não chupa, pois tem nojo; só quer ser chupado. Ele diz que o sêmen é, na verdade, "o melhor líquido que uma mulher poderia obter em toda vida". Já o fluido feminino... ele desperta o odor e a vontade. E - jamais - deve ser sentido pelas papilas, mas apenas pelos nariz.

Nenhum comentário: