sexta-feira, maio 02, 2014

sutil

o ser humano,
sempre pleno
de verdades
orgulho das
sinceridades
mas que nunca lhe servem

prefiro ser
tenra nas amizades.
umas mentirinhas
à la verdade
o amor não sobrevive
sem elas.

Nenhum comentário: