terça-feira, dezembro 11, 2012

do amor 510


meu amor é louco
a ponto de não ser
quando oco
de sentimentalismo
e cheio de razão
quem é o amado?
nesse mundinho
moderno
difícil saber
o que não foi inventado
e do real
e das ideias
platônicas, ideal
não consigo me desprender
do falso romantismo
visceral
nem sexo salva.

Nenhum comentário: