segunda-feira, julho 30, 2012

Voar

De tanta liberdade.
Perdeu a casa.
Do anarquismo.
Da falta de gaiola sofreu o canário
Ficou feio sem amor
E não sabia o que fazer
Com asa
Sem estrada
Sem pudor
Voo para longe
O passarinho
Para Recife,
Meu xodó
Ficou alí
a outra chorando
de medo, de dó
do pássaro
que nem para saber sofrer
o coitado.

Um comentário:

Anônimo disse...

I'm pretty new at this place and adore the design, could you let me know me where you bought this theme? You can contact me on my e-mail…looking forward to hear from you