sábado, junho 02, 2012

A volta

Ir e voltar. Ir e voltar como se nada tivesse acontecido. Não é possível. Se reconstruir num limbo que foi deixado e ter de recriar contextos, ou criar novos. É muito difícil, quando se vai e quando se volta idem. E num colapso de espaço e tempo, acho que fiquei alí, no meio do oceano. Com nostalgias de cá, e saudades de lá.

Um comentário:

Cláudia Pina Cabral disse...

Isso tudo faz parte da vida, saudades de lá, vai pra lá saudades de cá . É isso Baby. bjs