segunda-feira, maio 23, 2011

Uma melodia por favor

Se eu soubesse fazer samba
Compunha um só pra te desdenhar
Ia ser maior sucesso
Quem nunca sofreu com desamar?

Queria uma faca
Quiçá um punhal discreto
Cravar no meio do teu peito
É arte do desafeto
Não tem perdão
Não tem, meu bem, tem não

O escárnio d'alma tem cura sim, meu amor
A morte é alegria
O ódio meu gigôlo
A vingança minha vadia
Se esvaindo sem pudor


Coloca uma melodia aqui, meu sinhô
Por favor
Se tu é sambista
Já teve patologia de amor
Se tu é sambista
Já teve de ir ao doutor.

Nenhum comentário: