terça-feira, maio 10, 2011

Metas

Essas metas que eu deveria ter: aonde que vou estar daqui a dez anos? Sei não, e tenho preguiça de saber e tenho medo de não saber e de pensar nisso. Sinceramente? Deixem-me ser. Não tenho obrigação. Tenho obrigação de amar somente, e nisso eu gosto de pensar, e isso eu gosto de fazer. Então, minha nova meta é essa: o amor.

Um comentário:

Marcelo P. Albuquerque disse...

Muito bom pensamento, me lembrou:

"...Pouco, muito pouco, quase nada
nesta estrada você está na contramão,
E a solidão, deixa estar..." L.H.

\o/