terça-feira, abril 26, 2011

Agridoce

O lamento que me enoja
é o mesmo que me apetece
é o excremento do mundo
Infortúnio que aborrece

E de repente sou chata.
Porque digo verdades
Ah, realidade.

quem me dera ser escritor
laborar sobre o amor.

Insensatez.

Nenhum comentário: