segunda-feira, fevereiro 21, 2011

Esclarecimentos

Para não confundir os leitores.

Quem vos fala agora é Bárbara Cabral (inteira), autora deste blog.
Quem narra, coincidentemente, é também Bárbara Cabral (inteira).
Existem textos por aí que somente transcrevi, digitei.
É que há outros eus em mim.
E o meu Eu inteiro é a soma destes.
Deu para entender?

No texto "Amores", o narrador acredita piamente em amor de bebedeira de duas ou algumas horas. Já a solteirona, é parceira de Nelson Rodrigues: "e se acaba, não era amor".

Quero explicar: não é nenhum tipo de entidade que baixa para escrever cada texto. É o momento que faz a combinação das palavras, e une essa com aquela Bárbara.
Todos somos mais de um.

Alguns conseguem se controlar: são neuróticos.
Outros "preferem" um transtorno bipolar, uma depressão, ou qualquer doença ligada a mente.
Eu prefiro escrever.
AH! Existem ainda uns que preferem ser mil,e até se nomeiam, afim de se tornarem Pessoa.
Estranho, porém poético.

2 comentários:

Rê Gomes disse...

Me sinto exatamente assim. Aliás, meu blog pessoal é exatamente desse jeito.
Bela maneira de expressar esses sentimentos.

Amanda Carvalho disse...

Eu lhe entendo baby! =)