sexta-feira, dezembro 18, 2009

Gentileza faz bem



Ando pelas ruas pensando, não alto, mas pensando. Observo as pessoas olhando os relógios, passos largos, apressados. O sol já vai se pôr e o dinheiro ainda não entrou.

Acho válido cada um cuidar dos seus interesses, essa também é uma maneira de tornar o mundo melhor.Porém, é necessário uma cara amarrada, uma testa franzida , o mau-humor? Sinceramente? Creio que não. E para os vaidosos, já foi comprovado científicamente que o mau-humor ajuda no envelhecimento precoce.

Quem anda apressado perde a vida. Não percebe os muros pintados, as frases escritas pela cidade, as crianças e o balanço, a sombra, a luz e a cor.

Existem pessoas que vivem enclausurados nos seus interesses, no seu mundinho, como se não houvesse nada mais para se ver, e eu acho isso triste.
Ontem, entrei no ônibus sorri pro motorista, desci mil paradas depois e disse obrigada, ele me respondeu com uma felicidade tão grande: "Obrigado a você". Três palavras que pareciam uma sentença de liberdade, tamanha alegria que eu nunca tinha visto em uma frase curta. De certo, ele não deve ouvir muitos obrigados durante o seu trabalho.

Perto de casa, encontrei mais duas moças trabalhando como garis, muito bem maquiadas, uma com um batom vermelho, um luxo. Sorri pras duas e elas sorriram de volta, a outra disse: "Tão bom começar o dia bem, não é?"

Cheguei em casa com uma sensação de paz, abri a porta do elevador e de lá sai o amor da minha que eu conheci ontem. Grandes olhos azuis, uma boquinha vermelha que não parava de sorrir pra mim. Então ele exclamou: "gugu dadá!" E eu ganhei meu dia.
Perceba e sorria!

Nenhum comentário: