sábado, agosto 11, 2007

O tempo cura tudo,e ás vezes 1 minuto é o bastante

Então eu falei: -Te amo da boca pra fora porque não dá pra falar pra dentro mesmo!E por dentro não é amor, é muito mais que isso tudo, é maior que o universo é o infinito da matemática.Como duas retas paralelas, andamos juntos, mas jamais havíamos nos encontrado.Paixão avassaladora.Minhas amigas já sabem de você, ficaram até com inveja quando falei, mal as deixei respirar. Duas, três, quatro horas falando do meu amor, são pouco perto do ardor que temos um pelo o outro.Lembra quando nos conhecemos? Naquele lago verde e nojento de um dia nublado e triste como todos os dias que passo sem você.Sua namorada beijando-o sem perceber que o namorado estava me observado.Porque andávamos juntos e sempre andamos sós, nunca tínhamos nos visto, mas eu estava convicta que conhecia aquele rosto: os olhos azuis igual a telinha do meu Windows, era ele quem eu sempre procurei.No mesmo instante parou, abandou a loirinha e veio me abraçar e foi o abraço mais gostoso e repugnante que eu recebi, uma mistura de sentimentos.Fui pra casa sem saber quem era o garoto ao certo.Domingo no parque, estava lá de novo, eu vi os olhos as pernas e suas mãos que com tanta afeição tinham me acariciado na beira do lago, passei andando por você, parou, olhou pra mim, suspirou e foi embora.Chorei como uma condenada, que desgraçada! Aposto que foi a loira oxigenada, fiquei de cara quebrada.-Vamos comer gente!-Vamos!-Do que você tava falando mesmo?-Eita,esqueci!Ah, sei lá,nem deve ser muito importante mesmo.Vamos pra baladinha que os gatinhos nos aguardam!

Nenhum comentário: