terça-feira, abril 03, 2007

Paixão sem namorado

Ela era e é apaixonada
Tanta paixão guardada
Que não sabia como explodir
Seu divertimento era se despir
Rolar na cama, comer nuttella até dormir

Flor da idade,inocência e vaidade
pura eloqüência,era ela
Dava pra ver no seu olhar
Não piscava quando falava,
Só piscava pra quem passava sem compromisso
Ría a toa,numa boa quando achavam graça dela
Não ficava brava com isso.
Gostava de chocolate e de chouriço

Na janela só tinha árvore
Não tinha serenata pra ela não
Mas mesmo assim apaixonada era ela
Tinha 16,mas ainda brincava de polícia e ladrão
Saia com as amigas e gostava de gostar de todo mundo
Principalmente de quem não gostava dela
Mas que ela gostava já um tempão

Não tinha namorado
Nem sonhava com príncipe encantado
vindo no cavalo branco alado,
Mas gostava de beijo e de queijo
Queijo de minas e beijo de rapaz.

Saía sempre, noite e dia.
Gostava do sol, dizia que dava energia.
Tomava sorvete em dia quente
Era apaixonada
E tinha mini saia pouco decente

Pra ela só servia o bobo da corte
Príncipe esnobe e sapo feio serviam pouco
Todos que já tentaram namorá-la ficaram meio loucos
Com parafuso a menos e o riso solto

Só tem amigo doido
Merecedores das suas piadas
Ela diz que gente normal não sonha muito
Não entenderiam suas palhaçadas
Nem mesmo suas caras engraçadas
Achariam chato, porque são normais
Na visão dela quem é normal enxerga tudo chato
Curtem menos a vida e morrem mais

Continua apaixonada
e sem namorado
Sem marido casado
Até o chocolate já tinha acabado
Então eu perguntei
Por quem brilha seus olhos?
Pra quem mostra tanto esse sorriso?
De quem tanto você gosta,além do chouriço?
Foi ai que eu descobri que quem ela amava mesmo era a vida.

Um comentário:

Jo.a.o disse...

Bárbara, vc é meu orgulho. ;]