quinta-feira, abril 12, 2007

O toque

No abraço,no carinho,no desejo
O toque se faz perceber como uma troca de calor
E sem menos esperar há um desfecho: o beijo
Repentino acontecimento
Diferente de amar
Para tocar são necessários dois
Dois lábios,dois pares de braços
Um cafuné e uma cabeça

Quem toca provoca sem querer
ou não
Quem é tocado sente-se provocado
embalsamado de prazer,
Sabe que em seu corpo
Há a inteferência de outro ser

Só o calor apresenta-se,frio jamais
Na fusão de dois corpos o amor satifaz-se
No beijo,no abraço ou no próprio amor
As palavras são insignificantes perto da sensação
Que nem os versos de Drummond saberião explicar
O que é tocar e ser tocado
Esse ato que se pratica e se é privilegiado.

Nenhum comentário: