quinta-feira, abril 12, 2007

Eu gostava de gostar

Eu gostava de gostar de tudo
Das pessoas, do cachorro,até do burro
Mania de gostar de gente
De gente fria de gente quente,
Até de quem não gostava de gente
eu gostava.
Me chamavam de carente

A verdade é que eu queria gostar
Gostoso gostar eu achava
Beijar,abraçar apertar
Estrangular ,mas sem matar
Até o que não tinha vida eu apegava-me
Ao pente,a minha almofada, as cadeiras da minha sacada.
Só o dinheiro que não me importava,mas importava aos outros
Que prefeririam este a gostar de mim
Loucos loucos loucos
Eu faço parte de poucos
Que gosto de gostar do que vale,vale a pena.

Um comentário:

Paola Sabino disse...

Adorei!
Você escreve muito bem...
Que bom que faz parte da minha equipe do jornal hein!
Beijão babi