segunda-feira, janeiro 22, 2007

História e Monólogos de Marilda (parte 1) "Ainda tô esperando"


Ainda to esperando o príncipe encantado,ou namorado que me faça feliz.Que me dê alguns minutos de prazer,já me contento com isso,depois de 20 anos encalhada o que vem depois da meia noite é lucro ou desespero,mas tá valendo! Desde meus 18 eu não tenho um namorado,as experiências com os caras nunca foram muito legais,para não dizer frustantantes.
Os dois grandes amores da minha vida foram o Alfredo e o Marcos,o alfredo eu comecei a namorar com 15 e terminei com 18,fui eu mesma que terminei.É uma longa história:Tudo começou quando conheci Alfredo numa festa de família,ele vizinho do primo do amigo da sobrinha do meu tio João.Sempre muito charmoso e misterioso,eu sempre quis saber o que era toda esse mistério nele.Me apaixonei,ele também e então começamos a namorar.Mas quando eu ia na casa dele percebia que havia algo de errado com ele,já que sua mãe sempre dizia "Meu filho,como vai aquele probleminha?" e ele sempre respondia "Sobre controle mamãe".Quando falava sobre o assunto com Alfredo,ele sempre me enrolava,dizia que não era nada importante.E os anos foram se passando e nada da gente realmente firma o namoro sabe?Quero dizer,consumar o namorado.Todas as minhas amigas já tinham feito isso com os namorados delas e eu com quase três anos de namoro e não tinha acontecido nada(em plena adolescência).Foi então,que resolvi ir na casa de Alfredo pra gente conversar sobre esse assunto,quando cheguei ele não estava lá só a mãe ,que abriu a porta pra mim e logo deitou na cama de novo para dormir.Sentada no sofá ví na mesa um exame escrito "Paciente: Afredo Goes".Como não sou boba,fui lá e abri o envelope e lí um monte de coisas difíceis,não entendi nada.Roubei o exame e levei pra um médico me dizer qual era o diagnóstico:
-Senhora,o senhor Alfredo tem uma deficiência na genitária,digamos qu popularmente a deficiência é conhecida como hermafroditismo.
Pronto,tinha levado um baque,depois dessa não preciso dizer que terminei o namoro né?
Com o Marcos foi diferente,foi uima paixão avassaladora, o conheci na faculdade de jornalismo,mas depois que ele viu que eu tinha pêlos nos pés nunca mais quis falar comigo,chorou e disse que foi muita maldade da minha parte não ter dito isso pra ele antes.Esses foram os meus casos de amor.

2 comentários:

Rachele de Araújo Loureiro disse...

ow, adorei seu blog..
adorei os textos e tenho uma coisa engraçada pra contar..
eu achei vc no orkut, somos da mesma cidade e estudaremos na mesma série e colégio :P
cara, to indo pro galois esse ano.. to com medoo!!
vi seu perfil, vi seu blog e resolvi dar uma da folgada e comentar :P
espero que não fique brava, hahaha!!
ahh, tbm tenho um blog. :P

Rachele de Araújo Loureiro disse...

'uma DE folgada' * :P