sábado, dezembro 23, 2006

Sexo sem pudor.

Férias entediantes,numa noite solitária,comendo chocolate (ainda consequência da crônica "Ah não,de novo não"),estava eu mudando de canal,ou melhor de imagem,já que ficava menos de um segundo em cada, essa foi a máxima velocidade alcançada, urrul.
Tarde entendiantes?Solução é ver Casos de Família. Noites entendiantes? Por que eu não poderia ver Ponto P? Foi isso mesmo que eu fiz.
Canal 23, MTV, tinha uma mulher, bem musculosa, com seios muito fartos e muita tatuagem sentada falando sobre sexo.Com certeza ,com o vigor que ela fala sobre esse assunto,Penélope já deve ter testado todas as posições possíveis e impossíveis na vida dela:
-Alô?
-Nem acredito! Consegui! Consegui!Pénelope!?
- Oi meu amor,seu nome e se problema por favor?
-Marisa. É que eu amo dar a bunda.
-Isso é um problema?
-É que ninguém gosta de dar a bunda e dá muita vontade de fazer xixi.
- Minha querida,quem tá sendo comida é você,não importa o que os outros pensem.E quanto ao xixi,vá ao ginecologista,não sei dizer.
- Mas eu tenho vergonha!
Detalhe que a mulher vai em um programa de tevê falar isso e tem vergonha de ginecologista:
- Não precisa.Ele deve ouvir coisas parecidas todo dia. Mas e a buceta? você não curti dar não?
- Todo dia!Mas cara, a bunda, a bunda é o melhor!
Tá bom,isso já foi o bastante pra mim.Nossa eu nunca ri tanto como naquela noite.
Mas acho que eu achei mesmo engraçado foi como a tal mulher fez com que dar a bunda fosse como comer chocolate pra mim,uma coisa que ela fazia sempre,normal,que não precisava de pudor nenhum.Por pouco tempo,admirei aquela mulher e ao mesmo tempo senti vergonha por ela,é que eu sinto vergonha pelo os outros. Eu sei lá,foi muito estranho eu ouvir alguém dizendo com tanta naturalidade " Eu amo dar a bunda". É, mas falar de sexo sem todo esse tabu parece tão mais prático,não digo na forma vulgar do sexo,mas falando sério sobre sexo,para aquela mulher, aquilo era sério e nem ela nem a Pénelope estavam rindo,só eu ,feito uma doida em cima da cama com meus bombons,mas pra mim foi engraçado.Ah,eu não sei dizer.Só sei que devíamos falar " Eu amo dá a bunda" com mais frequência,não só quando o assunto é sexo,mas quando temos vontade de falar sobre coisas que não falamos ou temos vergonha,admitir realmente quem somos,sem tabu,sem vergonha,sem nada dessa estupidez.

Nenhum comentário: